Monthly Archives: novembro 2017

  • 0

INFORME PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA 01 / 17

1 – O que são poeiras?

São formadas quando um material sólido é quebrado, moído ou triturado. Quanto menor a partícula, mais tempo ela ficará suspensa no ar. As poeiras são os contaminantes mais comumente presentes em ambientes de trabalho. Constituídas por particulados sólidos, geralmente concentram-se em faixas de tamanho superiores a 1 micrômetro, e sua composição e concentração – normalmente alta – definem o risco da exposição. São originadas quando materiais na forma sólida são submetidos a processamento mecânico, como moagem, lixamento, britagem, corte, desbaste, usinagem, entre outros.


2 – O que são névoas e neblinas?

Névoas e neblinas são constituídas por particulados líquidos na forma de gotículas em suspensão na atmosfera. A diferença entre elas é que as primeiras, as névoas, são geradas por processo mecânico, como ruptura física de um líquido durante processos de

pulverização, nebulização ou borbulhamento; já as neblinas são produto da condensação na atmosfera de pequenas partículas líquidas provenientes de um líquido previamente volatilizado por processo térmico.

O aparecimento de neblinas é muito comum no início da manhã como um processo natural que ocorre em locais onde a atmosfera é bastante úmida, tais como proximidades de serras, montanhas e lagos: a água líquida evapora durante o dia quando a temperatura é mais elevada, condensando-se na atmosfera sob a forma de gotículas minúsculas durante a madrugada, quando a temperatura ambiente costuma cair significativamente. A formação de neblinas também pode ser visualizada em ambiente industrial em algumas operações como banhos químicos a quente, em peças metálicas ou plásticas, entre outras.


3 – O que são fumos?

Os fumos ocorrem quando um metal ou plástico é fundido (aquecido), vaporizado e se resfria

rapidamente, criando partículas muito finas que ficam suspensas no ar. Os fumos, tais como as poeiras, são particulados originados a partir de materiais sólidos. Consistem em sólidos metálicos ou plásticos, aquecidos até sua fusão. Através deste processamento térmico, os sólidos fundidos são volatilizados e condensados na atmosfera devido a diferenças bruscas de temperatura. Neste processo são gerados particulados finamente divididos, usualmente menores que 1 micrômetro de diâmetro médio mássico aerodinâmico.


4 – O que são gases?

Gases são substâncias que, à temperatura ambiente, estão no estado gasoso e são geralmente invisíveis.

Definem-se como gases as substâncias químicas que se apresentam no estado gasoso quando em condições normais de temperatura e pressão (CNTP), isto é, sob temperatura e pressão ambientes. São exemplos de gases: oxigênio, nitrogênio, monóxido e dióxido de carbono, óxido de etileno, argônio, hidrogênio, amônia, cloro, dióxido de enxofre, sulfeto

de hidrogênio, metano, propano, butano, óxido nitroso, ozônio, dentre muitos outros.


5 – O que são vapores?

Vapores são substâncias que evaporam de um líquido ou sólido, da mesma forma que a água transformada em vapor d’água. Geralmente são caracterizados pelos odores: você não vê um vapor, mas sente o cheiro. São exemplos de vapores: álcool etílico, metanol, acetona, ácido acético, acetato de etila, vapor de mercúrio, gasolina, diesel, benzeno, tolueno, xileno, formaldeído (formol), glutaraldeído, halotano, éteres, ciclohexano, clorofórmio, tetracloreto de carbono, disocianato de tolueno (TDI), nafta (destilados de petróleo), dentre inúmeros outros

Os filtros mecânicos não devem ser utilizados de nenhuma maneira para proteção

contra gases e vapores.


6 – Como são classificados os filtros P1, P2, P3, PFF1, PFF2 e PFF3?

De acordo com recomendações contidas no PPR (Programa de Proteção Respiratória) da

FUNDACENTRO, segue abaixo as classificações dos filtros e para quais contaminantes são recomendados:

PFF1 / P1: Poeiras e/ou Névoas (aerossóis mecanicamente gerados)

PFF2 / P2: Fumos (aerossóis termicamente gerados) e/ou Agentes Biológicos

PFF3 / P3: Particulados altamente tóxicos (LT<0,05 mg/m³) e/ou de toxidez desconhecida

PFF significa peça facial filtrante, pois o próprio respirador é um meio filtrante.

Os filtros mecânicos são testados de acordo com as normas NBR 13697 (P1, P2 e P3) e NBR 13698 (PFF1, PFF2 e PFF3) e os dois parâmetros avaliados são a perda de carga (resistência à passagem do ar) e a penetração de partículas.

Os filtros P1, P2 ou P3 são utilizados em respiradores com manutenção, e os PFF1, PFF2 e PFF3 são os respiradores sem manutenção.


7 – Para que serve um filtro mecânico?

Os filtros mecânicos são geralmente constituídos por um emaranhado de microfibras sintéticas. São tratadas eletrostaticamente e são capazes de reter apenas os

materiais particulados (poeiras, névoas e fumos) presentes no ambiente.


8 – Qual a vida útil dos filtros mecânicos?

A vida útil para filtros mecânicos é variável, dependendo de diversos fatores tais como o tipo de contaminante, sua concentração, a frequência respiratória do usuário e a conservação do produto, devendo sempre ser avaliada pelo responsável sobre a determinação do uso de EPI.


9 – Para que serve a válvula de exalação?

A válvula de exalação permite a saída do ar úmido e quente; desta maneira o ar exalado não passa através do filtro, tornando a respiração mais “leve” e o uso da máscara mais agradável, propiciando mais conforto ao usuário e maior vida útil ao filtro.


10 – Qual a diferença entre os respiradores sem manutenção com e sem válvula de exalação?

Tecnicamente a eficiência de filtragem entre os equipamentos é a mesma, porém devemos

considerar que o respirador com válvula de exalação proporciona maior conforto ao usuário, pois permite a saída do ar quente e úmido.


11 – Qual a diferença entre um respirador sem manutenção tipo concha para

um dobrável?

Respiradores sem manutenção tipo concha ou dobrável, quando são da mesma classe (por exemplo, PFF1), possuem a mesma Eficiência de Filtração. O que pode diferenciá-los é a vedação no rosto do usuário. Em geral, respiradores do tipo concha possuem um formato mais anatômico e, por isso, tendem a oferecer uma melhor vedação a uma maior variedade de rostos.


12 – Qual a diferença entre o respirador PFF2 e um com certificação N95?

Respiradores com classificação PFF2 seguem a norma brasileira (ABNT/NBR 13698:1996) e a europeia e apresentam eficiência mínima de filtração de 94%, enquanto os respiradores com a classificação N95 seguem a norma americana e apresentam mínima de filtração de 95%.

Portanto, respiradores PFF2 e N95 apresentam níveis de proteção equivalente, porém nem todos tem Certificação e, quando possuem, são conhecidas com PFF2-N95.


  • 1

Máscaras / Respiradores para Salas de Reuso

Máscaras / Respiradores para Salas de Reuso

Máscaras / Respiradores para Salas de Reuso.

Tem-se tradicionalmente usado Máscaras Descartáveis para profissionais que atuam em Salas de Reuso, comumente conhecidas como os modelos PFF2, impregnadas com Carvão Ativado.

Existe no mercado os modelos PFF2 para proteção contra Vapores Orgânicos, Gases Ácidos ou a combinação dos dois,  particulados.

No entanto, essas Máscaras Descartáveis NÃO são apropriadas para o uso em Salas de Reuso, em Clinicas de Hemodiálises especificamente.

– O que é PFF2-Carvão?

São respiradores PFF2, que possuem a mesma eficiência mínima de 94%, porém dotados de uma manta de carvão ativo que auxilia no alívio de odores incômodos provenientes de certos vapores orgânicos em concentração até o nível de ação (metade do limite de exposição ocupacional – LT ou T.L.V).

É importante ressaltar que o Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, conforme comunicado XXI emitido em 17/05/2013, não mais atestará respiradores que possuam qualquer indicação para vapores orgânicos (VO), ou seja, nos Certificado de Aprovação destes produtos não haverá nenhuma menção referente a vapores orgânicos ou até mesmo odores de vapores orgânicos.

Estes respiradores não são indicados para proteção contra vapores orgânicos.

 

PFF2(S)

Máscaras / Respiradores para Salas de Reuso

 

É indicada para proteção das vias respiratórias contra poeiras e névoas não oleosas, que não emitam gases e/ou vapores; fumos metálicos ou plásticos; sílica, fibras têxteis, cimento refinado (Portland®); minério de ferro, minério de carvão, minério de alumínio, sabão em pó, talco, cal, soda cáustica, poeiras vegetais (como trigo, arroz, milho, bagaço de cana, etc.); poeiras de aviário contendo restos de ração, fezes, plumas e penas de aves; poeiras de lixamento e esmerilhamento, névoas de ácido sulfúrico (com óculos de proteção adequado), dentre outros. Recomendada, ainda, para redução da exposição ocupacional a aerossóis contendo agentes biológicos potencialmente patogênicos. Deve ser usada mediante o conhecimento e aprovação das áreas de higiene, segurança e medicina do trabalho e/ou responsável pela empresa.

Não utilizar: Para proteção contra amianto (asbesto) e não é recomendada para uso hospitalar em procedimentos médicos ou odontológicos.

 

LIMITAÇÕES DE USO GERAL (Todos os modelos de PFF)

Não utilizar: Para proteção contra gases e/ou vapores, pintura com aplicação por spray, jateamento de areia ou em atmosferas com névoas oleosas. Em atmosferas com concentração (em volume) de oxigênio abaixo de 18%, em ambientes fechados e sem ventilação, tais como: câmaras, tanques, silos e tubulações ou onde a concentração de oxigênio pode ser menor que 19,5% em volume ou acima de 23%. Em atmosferas explosivas. Quando a concentração do contaminante ultrapassar os valores I.P.V.S. (Imediatamente Perigoso à Vida e à Saúde)

 

– Máscaras de Proteção Descartáveis:
As máscaras de proteção descartáveis são destinadas à proteção do trabalhador contra inalação de partículas diversas, assim como de baixas concentrações de gases e/ou vapores orgânicos.

– Máscaras de Proteção Semi facial Reutilizáveis:
As máscaras de proteção semi faciais cobrem a região do nariz e da boca dos trabalhadores. Sua composição é feita por uma peça de borracha, silicone ou outro elastômero, e a purificação do ar se dá por meio da colocação de filtros e/ou cartuchos específicos para partículas, gases e/ou vapores.

Em situações com grande concentração de Vapores Orgânicos e Gases Ácidos , as máscaras montadas com cartucho são as mais indicadas. Esses modelos possuem maior nível de isolamento contra estes agentes.

Portanto, sugerimos o uso apenas de Respiradores com cartuchos específicos para essa atividade, uma vez que apresentam melhor eficácia na proteção dos usuários que trabalham em Salas de Reuso.

Apresentamos a seguir nossas opções de Respiradores .


Respirador Semi Facial com 2 filtros – VO/GA

Respirador Semi Facial

MRA1202 – O Respirador Semi Facial MRA1202 opera com dois filtros VO/GA. O corpo do respirador é moldado em elastômero sintético atóxico, ultra macio, com bordas internas almofadadas, proporcionando uma perfeita vedação aos diferentes tipos de rosto de usuários. A aranha frontal de fixação, o conector para filtro, as válvulas e os cartuchos são fabricados em plástico resistente ao calor. Proporciona fixação à face em quatro pontos, através de tirantes elásticos móveis com regulagem de pressão proporcionada pela fácil variação de comprimento, através de passadores em plástico resistente.

Possui duas válvulas de inalação e uma de exalação.

 

 

 

 

 


Respirador Semi Facial com filtro com 1 filtro – VO/GA

 

MRA1201 – O Respirador Semi Facial MRA1201 com filtro opera com um único filtro VO/GA.

O corpo do respirador é moldado em elastômero sintético atóxico, ultra macio, com bordas internas almofadadas, proporcionando uma perfeita vedação aos diferentes tipos de rosto de usuários. Possui uma válvula de inalação e duas de exalação.

A aranha frontal de fixação, o conector para filtro, as válvulas e os cartuchos são fabricados em plástico resistente ao calor.

Proporciona fixação à face em quatro pontos, através de tirantes elásticos móveis com regulagem de pressão proporcionada pela fácil variação de comprimento, através de passadores em plástico resistente.

 


Respirador 1/4 Facial VO/GA

 

O Respirador ¼ Facial MRA1203 opera com 02 Filtros VO/GA. O corpo do respirador é moldado em elastômero sintético atóxico, ultra macio, com bordas internas almofadadas, proporcionando uma perfeita vedação aos diferentes tipos de rosto de usuários.

Possui duas válvulas de inalação e uma de exalação. A aranha frontal de fixação, o conector para filtro, as válvulas e os cartuchos são fabricados em plástico resistente ao calor.

Proporciona fixação à face em quatro pontos, através de tirantes elásticos móveis com regulagem de pressão proporcionada pela fácil variação de comprimento, através de passadores em plástico resistente.

 


Qual é a diferença entre Respirador  ¼ Facial e Semi – Facial ?

A única diferença encontra-se no tamanho dos mesmos. Como o próprio nome diz, Semi-Facial cobre quase a metade da face do usuário, desde logo abaixo dos olhos até a parte de baixo do queixo, usualmente utilizados por pessoas do sexo masculino, cuja face é normalmente maior que o feminino.

No caso do tamanho ¼ facial, é ligeiramente menor, mais usual em pessoas do sexo feminino em função do tamanho do rosto.

No entanto, a eficiência dos Respiradores são as mesmas em ambos os modelos, ressaltando que os filtros VO/GA são os mesmos para toda linha.

– Filtro FRA1201 VO/GA : Os filtros para Reposição FRA1201, são os mesmos para os todos os modelos de Respiradores Linha MRA.

– Todos os Produtos são Certificados pelo MTE e possuem Certificado de Aprovação- CA.


Clique aqui e solicite um orçamento e veja nossas condições comerciais.

Veja mais Máscaras / Respiradores para Salas de Reuso.